Educação Financeira

Consórcio para implemento: como funciona?

07 Mar 21
3 min
01

Quer entender como funciona o consórcio para implementos rodoviários? Neste blog post respondemos as principais questões para você tirar todas suas dúvidas.

O consórcio para implementos é uma opção segura para investir em acessórios que irão equipar melhor o seu caminhão. Ele contempla a compra de semirreboques, carrocerias e caçambas, por exemplo.

Mas você sabe como funciona esse sistema ou tem alguma dúvida sobre o assunto? Confira algumas informações neste blog post que podem te ajudar. Boa leitura!

Como funciona um consórcio para implemento?

Grupo de consórcio

Em um consórcio para implementos, o grupo  é composto por várias pessoas com a mesma intenção de compra em um bem em comum. 

Ao assinar o contrato com a administradora, você fará parte de um grupo e receberá um número, chamado de cota, que o identifica nos sorteios.

Cada grupo possui uma quantidade máxima de participantes. Além disso, cada organização conta com regras próprias específicas, que devem estar identificadas no contrato.

Pagamentos mensais

O sorteio do bem desejado é garantido ao grupo através do pagamento mensal da parcela. Por isso, este compromisso deve ser levado muito a sério

O consorciado inadimplente não contemplado pode ficar impossibilitado de:

  • obter a carta de crédito;
  • participar dos lances e sorteios;
  • como última medida, a expulsão do grupo.

Já o consorciado inadimplente contemplado, além de pagar multas e juros , pode:

  • perder o direito a contemplação; 
  • ter seu nome incluído nos serviços de restrição e proteção ao crédito;
  • perder o bem informado como garantia;

Lances

Para receber o bem no consórcio para implementos o participante tem dois caminhos. O primeiro é através do sorteio, o qual não garante uma previsibilidade de recebimento do bem, podendo ocorrer tanto no primeiro mês como no último. Já o segundo, por sua vez, seria um “atalho” para ter sua cota contemplada: o lance.

O lance nada mais é do que um adiantamento das parcelas oferecidas pelo consorciado. Para isso, ele informa à administradora sua intenção antes da assembleia.

Há dois tipos de lance mais comuns: o livre e o fixo. No lance livre, o participante é quem escolhe o percentual que vai ofertar. No caso do fixo, é a administradora do consórcio que informa a porcentagem aceitável.

Mesmo dando um lance o consorciado não tem a garantia de que irá ganhar a carta de crédito. Isso, porque outro participante poderá oferecer um valor maior e ser contemplado. O indicado é que o consorciado estude os lances oferecidos na assembleia antes de dar o seu.

Contemplação

Este é o momento mais esperado de todo consorciado. A contemplação dá direito ao participante para obter acesso à carta de crédito. Para garantir que a pessoa siga pagando as prestações até o encerramento do grupo, a administradora precisa aprovar as garantias determinadas no contrato.

Com todas as liberações confirmadas, é o momento de ir até o distribuidor para escolher o bem desejado.

Utilização de crédito

Depois de ter a sua cota contemplada e receber a carta de crédito, o consorciado está livre para a compra. No entanto, ele não recebe diretamente o dinheiro em mãos. O contemplado escolhe o bem e leva as informações para a administradora. É ela que fará o pagamento para o distribuidor.

---

Quer saber mais sobre este tema? Então confira outros posts sobre consórcio aqui no blog.

Por Consórcio Librelato
Somos uma empresa de consórcios que te ajuda a conquistar os implementos mais modernos com planos acessíveis e confiáveis.

Fique por dentro das nossas novidades