Dicas Librelato

7 metas da gestão de frotas para colocar no seu planejamento

17 Apr 21
3 min
01

Está precisando definir as metas da gestão de frotas do seu negócio, mas não sabe como fazer o planejamento? Veja 7 dicas que merecem atenção nesse momento!

Otimizar a performance dos serviços e garantir o bom funcionamento da empresa, bem como sua saúde financeira, são os principais objetivos de um negócio. Assim, a definição de metas da gestão de frotas é muito importante e a melhor forma de fazer isso é por meio do planejamento.

Pensando em te ajudar nesse momento, selecionamos, neste texto, dicas necessárias que você não pode deixar de lado. Confira agora mesmo!

Como definir metas da gestão de frotas

Quando você entende que as metas da gestão de frotas são referentes aos resultados finais que o aproximam cada vez mais do seu objetivo principal, torna-se mais fácil planejá-las. Ou seja, cada meta deve estar relacionada ao propósito maior. 

Uma maneira de você fazer isso é utilizando a estratégia SMART, que consiste em desenvolver cada meta com base nos seguintes critérios:

 

  • Específico (Specific): o intuito precisa ser especificado de forma clara;
  • Mensurável (M): uma característica para a meta é ela poder ser medida com uma unidade (reais, peças, litros);
  • Atingível (A): o objetivo precisa ser desafiador, porém atingível pela equipe;
  • Relevante (R): precisa haver relevância, ou seja, deve impactar a equipe, possibilitando resultados satisfatórios;
  • Temporal (T): a meta deve ter periodicidade clara e data limite.

 

7 metas da gestão de frotas para colocar no planejamento

Agora que você já viu sobre como definir as metas da gestão de frotas, veja o que é necessário considerar:

1. Reduzir o número de multas

Para quem possui um negócio que envolve veículos, fazer uma gestão de multas de trânsito é de extrema importância. Nesta meta, você pode acompanhar a movimentação de telemetria, quantitativo de multas e excesso de velocidade, além de monitorar sinistros.

2. Reduzir o consumo de combustível

O comportamento dos condutores pode impactar diretamente no consumo de combustível. Então, uma dica é trabalhar com a telemetria para auxiliar no monitoramento de ações que aumentem os custos da frota.

3. Reduzir o tempo de motor ocioso

Por falar em impactos no consumo, reduzir o tempo em que o motor permanece ligado enquanto o veículo está parado também deve ser uma das metas da gestão de frotas. Afinal, além de aumentar os gastos, causa mais desgaste ao motor.

4. Melhorar o plano de manutenções

Nesse caso, é sempre melhor trabalhar com as manutenções preventivas e preditivas. Inclusive, há alguns sistemas que permitem programar de quanto em quanto tempo você precisa realizar o processo.

5. Prevenir acidentes na frota

Outro fato muito importante para colocar nas metas da gestão de frotas é a prevenção contra acidentes. As consequências de um acidente que esteja relacionado a um veículo da frota são grandes, como impactos econômicos e sociais.

6. Investir na capacitação dos motoristas

Por falar em prevenção de acidentes, é muito importante o investimento na capacitação dos motoristas. Afinal, eles fazem parte das operações e precisam receber atenção quanto ao preparo adequado para exercer suas funções.

7. Investir na renovação da frota

É fundamental o investimento na renovação da frota, afinal, os veículos têm prazo de validade, com peças que desgastam e tecnologias que se tornam ultrapassadas, por exemplo.

Inclusive, se ao definir as metas de gestão de frotas, você se deu conta de que precisa renovar seus implementos, saiba que a melhor forma de fazer isso é por meio do Consórcio Librelato. Faça uma simulação e veja as melhores condições para o seu negócio!

Por Consórcio Librelato
Somos uma empresa de consórcios que te ajuda a conquistar os implementos mais modernos com planos acessíveis e confiáveis.

Fique por dentro das nossas novidades