Dicas Librelato

6 mitos sobre a mecânica de caminhão

24 Jan 21
3 min
01

Confira neste blog post “sensos comuns” entre caminhoneiros que na verdade são mitos. Você vai ficar surpreso como muitos deles ainda são praticados hoje!

Até mesmo os motoristas mais experientes podem ficar confusos sobre a mecânica de caminhões. Assim, a complexidade que envolve o cuidado desses veículos acabou dando origem a alguns “sensos comuns”, que na verdade não passam de mitos.

Por isso, neste blog post, vamos desvendar alguns deles. Confira!

1.  O ponto morto economiza combustível

Começamos justamente pelo ponto morto porque esse é o maior dos mitos da mecânica de caminhões. Tirar da marcha para descer algum morro, para economizar combustível, pode colocar tanto a vida do motorista em risco quanto a dos demais que trafegam na rodovia.

O freio motor, especialmente em veículos pesados como caminhões, é extremamente útil, pois possibilita ao condutor mais controle na pista. Além disso, ele evita o desgaste de tambores e das lonas de freio. 

Dessa forma, ao descer em ponto morto, a injeção do veículo libera mais combustível para fazer com que o motor prossiga girando. Ou seja, não há nenhuma economia! 

2.  É preciso acelerar ao ligar e desligar o motor

Este é um costume errôneo, herdado da época em que os veículos eram carburados. Nos dias atuais, e com a tecnologia que a mecânica de caminhões dispõe, acelerar ao ligar ou desligar o motor só vai fazer com que ele eleve o consumo de diesel. Além disso, a bomba de óleo pode sofrer danos. Então, evite esse costume do passado.

 

3.  É necessário aquecer o motor do caminhão

Na época em que os veículos não contavam com injeção eletrônica era necessário aquecer o motor. Porém, hoje em dia, isso é totalmente desnecessário. Conforme vai rodando, o caminhão se aquece sozinho. 

Além disso, a mistura certa de combustível com o motor frio ou quente garante a lubrificação adequada. Até porque os óleos modernos trabalham de modo mais eficiente diante de temperaturas diferentes. Ou seja, a necessidade do motorista aquecer o motor do caminhão é mais um mito da mecânica de caminhões.

4.  Óleo de mamona no chassi evita corrosões

Este é um dos mitos que mais pode prejudicar a mecânica de caminhões. Isso porque o óleo de mamona é similar a uma cola, atraindo poeira, minérios e sujeiras. 

Sem falar que seu uso no chassi do caminhão pode ressecar materiais emborrachados, como por exemplo as vedações. O correto nesse caso é usar produtos neutros e recomendados para a manutenção do seu caminhão. 

5.  Remover a válvula termostática não prejudica o caminhão

A válvula termostática é responsável por regular a divisão de fluxo do líquido entre o sistema do radiador e o motor. Se o motor está frio, ela circula o líquido de arrefecimento apenas nele, para que seja aquecido mais rapidamente. Já se o motor estiver superaquecido, esse líquido é enviado para o radiador.

Antigamente, esse tipo de válvula apresentava muitos problemas, o que já não ocorre hoje em dia. Ao removê-la, a capacidade de arrefecimento do motor fica comprometida, já que o líquido não circula mais entre ele e o sistema do radiador, por isso retirá-la não passa de outro mito da mecânica de caminhões.

6.  O radiador não precisa de aditivo

Para encerrar os mitos da mecânica de caminhões vamos falar sobre deixar de colocar aditivo no radiador. 

O aditivo tem a capacidade exclusiva de transformar a água que está nele, aumentando os intervalos entre os pontos de fervura e de congelamento. Ou seja, ele evita que o líquido se superaqueça nas temperaturas mais altas ou congele nos invernos mais extremos.

Outro bom motivo para colocar o aditivo é que ele tem propriedades anti corrosivas , que protege as partes internas do motor contra  ferrugem e corrosão.

----

Gostou  das  dicas sobre mecânica de caminhões? Então, confira no blog do Consórcio Librelato, outros conteúdos sobre o tema!

Por Consórcio Librelato
Somos uma empresa de consórcios que te ajuda a conquistar os implementos mais modernos com planos acessíveis e confiáveis.

Fique por dentro das nossas novidades