Dicas Librelato

Principais custos logísticos em transporte rodoviário

07 Mar 21
2 min
01

Neste conteúdo entenda quais são os principais custos logísticos de transporte rodoviário e como eles são contabilizados, orçados e acompanhados. Confira!

 

Para que sua empresa tenha sucesso, um dos pontos mais importantes é estar atento ao orçamento. É preciso conhecer seus custos e entradas para fazer um planejamento eficiente e lucrativo.

No caso do mercado de transportes, um fator de grande impacto no orçamento são os custos logísticos de transporte rodoviário. Para que você possa ficar de olho nos gastos e se planejar melhor, falaremos sobre os principais ao longo deste blogpost!

Custos logísticos com coleta, transferência e entrega

O primeiro passo para entender a dinâmica dos custos logísticos em transporte é saber que existem os fixos e variáveis. No caso de coleta, os custos fixos são aqueles que a empresa tem de arcar independente da demanda de serviço

Por mais que o veículo fique parado, você não tem como evitar despesas como:

  • Remuneração do capital empatado;

  • Licenciamento;

  • Seguro;

  • Salário do motorista;

  • Reposição de veículos;

  • E outros!

Por outro lado, existem os custos variáveis. Ou seja, gastos que alteram conforme a atividade. Geralmente, o fator variável para defini-los é a quilometragem, contabilizando:

  • Manutenção das peças e veículos;

  • Lubricantes;

  • Pneus e recauchutagem;

  • Combustível.

Outro fator que deve ser levado em conta nos custos logísticos de transporte para coleta é a transferência e entrega, a condição das estradas e seu impacto sobre os veículos.

Custos logísticos de transporte indiretos

Nessa conta entram todos os gastos administrativos que estão ligados à operação e a manutenção do veículo. Eles sofrem variações conforme a carga movimentada e podem ser divididos como:

  • Contas relacionadas aos outros colaboradores da empresa que não estão diretamente envolvidos no transporte. Tais como: produção, vendas, administração, etc.

  • Despesas básicas para manter uma empresa. Nesse caso, calculamos também o valor do aluguel, contas água e luz, serviços pagos, etc.

Custos logísticos de transporte relacionados ao valor

Estes custos são ligados ao risco de transportar cargas conforme o valor agregado a elas, sendo roubos, acidentes ou outros. Nesse grupo, contamos com:

  • Custos de gestão de risco de acidentes: são ligados a possibilidade de acidentes e avarias, constituindo o que chamamos de frete valor. Ele agrega determinada quantia para o transporte de mercadorias. Essas quantias são referentes a administração de seguros, investimento em segurança interna, indenizações e multas por extravio, dentre outras perdas.

  • Custo de gestão de risco contra roubos: estes são diretamente ligados a segurança da carga. Incluem seguros facultativos, salários, gastos operacionais com escolta, etc.

E outros custos que não estão relacionados com a carga, mas também compõem esse rol de gastos que precisam ser controlados. São alguns exemplos:

Nessa postagem você tem o básico para fazer um acompanhamento dos custos logísticos em transporte rodoviário. 

Contudo, não basta identificá-los! O ideal é encontrar estratégias para diminuir custos e maximizar a lucratividade.

  • Custo de permanência da carga;

  • Reentrega a cada necessidade de uma nova tentativa;

  • Cubagem;

  • Custo de devolução de mercadoria;

  • Custos de restrição do trânsito;

  • Custos com entregas difíceis;

Nessa postagem você tem o básico para fazer um acompanhamento dos custos logísticos em transporte rodoviário. 

Contudo, não basta identificá-los! O ideal é encontrar estratégias para diminuir custos e maximizar a lucratividade.

Por Consórcio Librelato
Somos uma empresa de consórcios que te ajuda a conquistar os implementos mais modernos com planos acessíveis e confiáveis.

Fique por dentro das nossas novidades