Educação Financeira

Fui contemplado no consórcio, e agora?

05 Mar 21
3 min
01

Você sabe o que acontece depois de ser contemplado no consórcio? Neste artigo explicamos todos os detalhes que você precisa saber!

Ser contemplado no consórcio é o momento mais aguardado de qualquer participante da modalidade. Também pudera, é exatamente nesta ocasião que o consorciado recebe a carta de crédito e pode comprar o bem tão desejado.

Mas, e aí, o que acontece depois disso? É só sair para escolher o carro ou casa do plano contratado? O dinheiro da carta é depositado em conta?

Se você tem dúvidas sobre o que acontece depois do momento de contemplação, preste atenção neste blog post que apresentaremos todos os detalhes! Boa leitura.

Como funciona a contemplação em consórcio?

Sorteios

O sorteio é a primeira forma de alguém ser contemplado no consórcio. Ele ocorre mensalmente durante as assembleias de consorciados e é feito a partir do número de cotas de cada participante.

Quem não quer só contar com a sorte, pode oferecer um lance como forma de adiantar o processo de contemplação. É como uma antecipação do pagamento de parcelas por parte do consorciado. A pessoa que oferece o maior valor é que vence.

Carta de contemplação

Resumidamente, a carta de contemplação é a “moeda” usada para o pagamento do bem desejado. É com ela que o consorciado tem o poder de compra.

Quem tem a carta de crédito pode negociar o preço à vista, o que lhe dá mais vantagens na hora de fechar negócio.

Uso do crédito

Ao ser contemplado no consórcio, em poucos dias o crédito é liberado para uso. No entanto, a pessoa tem até 45 dias para utilizá-lo.

Vale lembrar que, neste caso, não é depositado qualquer valor na conta do consorciado. É a administradora do consórcio que será a responsável por fazer o pagamento diretamente ao vendedor – seja ele pessoa física ou de uma concessionária.

O que fazer depois de ser contemplado?

Apresentação das garantias

Quem é contemplado no consórcio precisa apresentar alguns documentos para a administradora. Isso é uma forma de garantir que o participante irá honrar o pagamento do restante das parcelas para com o grupo do qual faz parte.

Pode ser, inclusive, que seja exigida a apresentação de um fiador neste momento. Neste caso, só não pode ser indicado o cônjuge do consorciado, menores de 18 ou acima de 65 anos, além de pessoas com restrições bancárias.

Documentação

A documentação solicitada varia conforme o tipo de bem ofertado. Por exemplo, no consórcio de veículos é um tipo, já no de imóvel, é outro. Apesar disso, dá para dizer que geralmente são pedidos as cópias do RG ou CNH e CPF ou CNPJ, comprovante de residência atualizado e ficha cadastral completa e assinada.

Comprovação de renda

Tanto trabalhador com carteira assinada quanto profissional liberal deve apresentar os três últimos contracheques e cópias de algumas páginas da carteira profissional.

No caso de quem é aposentado, deve comprovar sua renda através da cópia do cartão de benefício e seu último extrato de pagamento.

Para aqueles que são empresários, autônomos ou produtores rurais é exigida a declaração de imposto de renda atualizada.

Realização da compra

Chegou o momento mais esperado! Depois de passar por todas as etapas, é hora de você comprar o bem tão aguardado. Com a carta de créditos em mãos, negocie o melhor preço. Com certeza este será um dia para ficar marcado em sua vida.


Tem mais alguma dúvida sobre o processo de ser contemplado no consórcio? Visite o FAQ do Consórcio Librelato e saiba mais, ou aproveite para fazer uma simulação de sua próxima conquista.

Por Consórcio Librelato
Somos uma empresa de consórcios que te ajuda a conquistar os implementos mais modernos com planos acessíveis e confiáveis.

Fique por dentro das nossas novidades